You are here:  Freelancer Tips  »  Article

 
16.08.2017

Como freelancers podem fazer dinheiro com o WordPress


Você com certeza já deve ter ouvido falar do WordPress - esta plataforma, extremamente conhecida ao redor do mundo, é um das formas mais populares de criar e compartilhar conteúdo. Para se ter uma noção do tamanho do potencial do Wordpress, basta pensar que um quarto dos sites está hospedado nele.



O termo WordPress freelancer costuma ser bastante mencionado por aí, e cobre diversas áreas de atuação. Entre elas, existem três categorias principais, sendo estas: a) pessoas que escrevem blogs; b) pessoas que utilizam blogs para vender determinados produtos e c) pessoas que trabalham com programação ou desenvolvimento. Este artigo tem como objetivo falar um pouco mais sobre os freelancers que compõem estas três áreas e ajudá-lo a pensar em formas de ganhar dinheiro dentro do seu nicho de forma inteligente, prática e criativa.

Monetizando o seu próprio blog

A premissa aqui é que você é uma pessoa que quer conseguir o seu sustento através de conteúdo próprio, seja ele visual ou textual, postado no WordPress. Existem algumas maneiras de fazer isso:

1. Vender ads

Esta é a primeira coisa que nos vem à cabeça quando pensamos em como converter textos em dinheiro. A maior parte das pessoas que vive de suas publicações costuma fazer isso, na verdade. Existem duas formas de utilizar os ads no WordPress: O Google Adsense é uma das maneiras mais simples de embarcar nesta tendência. Para fazê-lo, basta inserir um script do Google no seu blog e voilà. Sempre que alguém clica ou vê (depende muito do tipo de anúncio) aquela propaganda, você ganha uma quantidade de dinheiro. Se for do seu interesse, você também pode optar por vender os seus anúncios diretamente. Existem plugins do WordPress, como o BuySellAds, que podem ajudá-lo nesta tarefa. Este método normalmente permite que você tenha mais controle sobre os seus ganhos e pode ser bastante útil para quem tem uma audiência grande e conhece o perfil do seu público. O marketing de afiliados, por sua vez, tem crescido bastante. Se você ainda não sabe o que é, fique tranquilo: embora o nome pareça complexo, “marketing de afiliados” é basicamente o processo de recomendar produtos por meio de links (por exemplo, direcionar alguém para um produto da Amazon) e, assim, ganhar uma fração do preço total do produto se o usuário terminar por comprá-lo.

2. Marketing de afiliados

O marketing de afiliados é interessante porque pode ser utilizado em diversos negócios. Assim como no caso dos anúncios mais simples, existem plugins que podem ajudá-lo a turbinar o seu comércio. Você pode dar uma olhadinha no ThirstyAffiliates, por exemplo. Artigo relacionado: Marketing de afiliados funciona: 5 dicas para ganhar um dinheiro a mais como freelancer

3. Consiga patrocínio

Patrocínio é algo que costuma deixar as pessoas um pouco inseguras, mas não existe razão para isso. É compreensível que você não queira se envolver com patrocinadores que não condizem com a sua postura ou ideologia, claro, mas isto não significa que você deve fechar todas as portas existentes. Diversos YouTubers, por exemplo, contam com o auxílio de patrocinadores para produzir o seu material. Se os outros podem fazer isso, por que você não? Enquanto você continuar sendo sincero com os seus leitores e seguidores, não há nada de errado nesta prática.

Vender outros produtos por meio do WordPress

Seu blog pode servir também como uma plataforma de vendas. Abaixo, listamos três coisas que você pode vender por lá:

1. Seu conteúdo

Sim, é bastante óbvio, mas não se esqueça de que você pode vender o seu conteúdo. Você escreve, as pessoas acompanham as suas postagens, gostam do seu jeito de se expressar e, em determinado momento, pagam para que você produza material para os sites delas. Não importa se você fará guest posts ou se será contratado para escrever colunas periódicas em uma revista online: no final das contas, seu nome crescerá e você será lembrado e reconhecido como um bom redator/escritor. Se você trabalha com produção de textos, sabe que este é o primeiro passo para o sucesso.

2. Ebooks

Ebooks são materiais ricos e que podem ser disponibilizados ao grande público de maneira rápida e efetiva. Existem vários sites e plataformas que podem ajudá-lo a publicar os seus ebooks sem custos (ou com pouco custo). Se você tem uma ideia e sabe que consegue trabalhá-la bem, os ebooks podem ser uma fonte de renda bastante boa - e você ainda poderá anunciar os seus ebooks no seu blog do WordPress! Precisa de dicas para começar? Leia o nosso artigo sobre como escrever ebooks enquanto freelancer!

3. Cursos e webinars

Assim como os ebooks, cursos e seminários são produtos que têm seu lugar ao sol no mundo da internet. Fazer vídeos de qualidade e criar uma apostila, por exemplo, são coisas que podem fazer com que o seu público aumente muito em pouco tempo. Quem é que não gosta da possibilidade de aprender coisas novas sem precisar sair de casa ou encarar uma sala de aula quadrada?

Por que não virar um desenvolvedor WordPress?

Por fim, se você não costuma criar conteúdo escrito, você pode trabalhar como desenvolvedor. Existem algumas possibilidades bastante interessantes neste meio. Olhe só:

1. Plugins

Já falamos sobre plugins algumas vezes neste artigo e isto tem motivo: eles são uma parte vital do WordPress. Por essa afirmação, você consegue imaginar quão importantes são as pessoas os criam, certo? Como vários aplicativos, os plugins normalmente são criados pela comunidade que se utiliza do WordPress. Se você conseguir criar algo útil, isto poderá permitir que você obtenha um bom retorno financeiro. Um pouco de conhecimento de PHP guiará o caminho.

2. Temas

Se você quer ir além dos códigos, pode criar temas do WordPress. Os temas são templates que as pessoas utilizam para criar os seus próprios sites na plataforma e são muito úteis para quem está buscando formas de demonstrar a sua personalidade e se diferenciar dos demais usuários.

3. Websites

Por fim, você pode ser um desenvolvedor web. Neste caso, a sua missão será criar um site do zero para os seus clientes, ajudá-los a criar conteúdo de qualidade e oferecer suporte e ajuda nos momentos de crise. Sim, você pode fazer tudo ao mesmo tempo agora!

Você costuma ter retorno financeiro através do WordPress? Conte-nos mais sobre as suas experiências!
Crie seu perfil de freelancer e encontre novos projetos agora mesmo.

 Cadastre-se grátis!

More articles

  • 4 Dicas para freelancers aproveitarem o verão

    Tudo bem que ainda estamos no inverno, mas… Vale a pena já ir se preparando para a estação mais quente do ano. Por quê? Bem, enquanto freelancer, você realmente precisa programar as suas férias com antecedência - ninguém quer passar o final do ano (e perder dias que poderiam ser melhor aproveitados na praia!) na frente de um computador.
  • O que é Deep Work e como ele pode ajudar freelancers

    Se você, como eu, é uma dessas pessoas que gosta de ler livros sobre produtividade e se interessa por entender como impérios e carreiras são construídos, você vai amar o Cal Newport. Este autor, que também é um professor de 35 anos de idade e dá aula de ciência da computação na Universidade de Georgetown, possui uma série de livros interessantes (se tiver tempo, dê uma olhada em tudo o que ele já produziu!). A minha indicação de hoje é a sua última publicação, chamada de “Deep Work: Rules for Focused Success in a Distracted World”, a qual considero ideal para freelancers. Se você tem problemas com distrações e acha que elas atrapalham o seu rendimento profissional, esta dica é para você.
  • Growth Hacking para Freelancers em 6 passos

    Growth hacking é um termo que tem sido usado com muita frequência já há alguns anos. Como toda estratégia que adquire notoriedade, no entanto, o Growth hacking acabou se tornando alvo de um certo misticismo. Este artigo tem como objetivo quebrar com algumas noções acerca do que seria esta estratégia de marketing e auxiliar você, freelancer, a utilizá-la de forma inteligente e útil.

Comments

  • No comments available

Comment this article