You are here:  Freelancer Tips  »  Article

 
12.04.2018

6 dicas para reutilizar conteúdo


Você tem o costume de escrever artigos para blogs ou cria conteúdo para mídias sociais? Como muitos outros criativos, você tem paixão pelo que escreve e não gostaria de ver o resultado de tanto trabalho se perder por aí? Se a sua resposta para ambas as perguntas foi “sim”, este artigo foi feito para você.



Com o volume de informação e notícias publicadas na internet, não é incomum que pensemos que nossos artigos e textos são facilmente substituíveis. Este não precisa ser o caso, no entanto: se você cria conteúdo de qualidade, você pode e deve trabalhar em cima daquilo que já criou. Nem sempre você precisa começar da página em branco - às vezes, você tem um artigo ótimo que só precisa ser atualizado com novas informações. Qualidade sempre será mais importante do que quantidade, não se esqueça!

Se você não sabe como “reciclar” os seus artigos ou posts de forma inteligente, honesta e que garanta visibilidade, não se desespere! Observe as seis dicas que preparamos para você:

  1. Mude o formato

Você já escreveu um artigo excelente e gostaria de utilizar as informações que publicou por lá? Crie um infográfico e publique-o com um link para o seu artigo, então (confira 5 ferramentas gratuitas para ajudá-lo)! Você tem um slideshow fantástico? Arranje um narrador e publique-o no YouTube.

As opções são infinitas. Mudar o formato do seu conteúdo é uma forma fantástica de reutilizar o seu trabalho. Você já fez todas as pesquisas necessárias e o resultado de todo o seu esforço está ali, só esperando para se transformar em algo mágico. Trabalhos em formatos diferentes atingem a públicos diferentes, ou seja, alcançam objetivos distintos. O ponto é: quanto mais pessoas você atingir, maior será o seu retorno.

  1. Atualize informações

E quanto você tem um artigo ótimo, mas que não é mais tão atual? Digamos que você tenha feito um texto sobre os seus aplicativos favoritos, sobre as maiores tendências de uma determinada área de atuação ou sobre mecanismos para controlar a produtividade. A tecnologia muda o tempo todo e, obviamente, novas ferramentas mais interessantes surgiram desde a sua última atualização.

Com isso em mente, pegue o seu artigo e revise-o. Talvez você precise abrir mão de uma parte dele, mas não desanime: a maior parte do seu texto será mantida!

  1. Ofereça seu conteúdo para pessoas que podem publicá-lo

Se você posta no seu blog pessoal, você alcança um tipo específico de público - pessoas que tropeçaram no seu nome por acaso ou que já conhecem o seu trabalho, por exemplo. Se você publicar este artigo em outro espaço, você alcançará uma audiência diferenciada.

Se você vai vender estes artigos ou não, isso vai da qualidade da sua produção e da natureza do seu trabalho. Lembre-se, no entanto, que não faz sentido publicar textos que não são originais em alguns sites, uma vez que isso pode afetar os rankings do Google. No fim das contas, compartilhar ou vender a sua produção em outras plataformas é uma boa ideia para alcançar novos seguidores - e possíveis divulgadores ou clientes.

  1. Concentre-se em assuntos relevantes

Vamos dizer que você está escrevendo um artigo como este. Ele tem uma lista e, para algumas pessoas, alguns destes tópicos podem ser mais interessantes do que outros. Você confere a sua lista de comentários e percebe que vários usuários tocaram no mesmo assunto ou que demonstraram interesse em saber mais profundamente sobre algum ponto.

O que você faz? Pega este tópico e transforma-o em um artigo novo, claro! Você já tem algumas ideias sobre como trabalhar o tema, não precisará começar do zero e ainda poderá fazer links entre os artigos de seu blog, aumentando o seu tráfego e influência.

  1. Crie links entre os seus artigos ou posts

Se você cria muito conteúdo, é possível que alguns temas sejam similares. Por exemplo, nós já fizemos artigos sobre guest posts por aqui, há cerca de dois anos. Mas ao citar um artigo antigo em um artigo novo, "ressuscitamos" o conteúdo que havia sido esquecido.

Você pode se utilizar desta estratégia em seu site ou blog, sem medo. Ofereça links aos seus usuários, permitindo que saibam mais sobre um assunto ou descubram o que você tem a dizer sobre alguma situação. Não tem problema se auto-referenciar, desde que você faça isso de forma séria, inteligente e que ofereça conteúdo de qualidade.

  1. Invista em uma newsletter sempre atualizada

Se você faz muitos posts por semana, pode se preocupar se todos ou se a maioria dos seus seguidores acompanhará as suas postagens. Se você quer garantir que as pessoas interessadas em seu conteúdo tenham uma segunda chance de ler aquele artigo fantástico, não se esqueça de oferecer a elas a sua newsletter.

Muitos sites fazem isso. Uma vez por semana, às vezes uma vez por mês, eles enviam aos leitores alguns dos tópicos mais interessantes nos quais trabalharam dentro daquele período de tempo específico. Você também pode fazer isso. Escreva um teaser, de uma ou duas frases, sobre os seus trabalhos mais relevantes, encaixe em sua newsletter e voilà!

Aproveite os ótimos resultados - e o tempo que você economizou!

Crie seu perfil de freelancer e encontre novos projetos agora mesmo.

 Cadastre-se grátis!

More articles

  • GDPR: a lei de proteção aos dados que você precisa conhecer

    A GDPR (General Data Protection Regulation ou Regulamento Europeu de Proteção aos Dados) é uma das leis mais relevantes no que tange privacidade dos últimos vinte anos. Se você é freelancer e se relaciona com companhias ou clientes oriundos da Europa, você precisa conhecê-la.
  • 6 dicas para fidelizar os seus clientes

    Trabalhar com os mesmo clientes - ou fidelizá-los, se você preferir o termo - é uma das coisas mais importantes para quem optou por ser freelancer. Relações concretas com seus clientes fazem com que você tenha um fluxo de trabalho constante, o que, por sua vez, implica em mais estabilidade e mais tranquilidade para trabalhar. Resumidamente, trabalhar com clientes com os quais você já trabalhou antes é essencial para manter o seu negócio funcionando.
  • Posso cobrar valores diferentes entre clientes?

    Muitos freelancers acreditam que, quanto maior o cliente, maior será o pagamento. Mas será que a coisa funciona assim mesmo?

Comments

  • No comments available

Comment this article