Programadores precisam ser bons em matemática?

05.06.2018

Muitos programadores estudaram matemática ou computação (que é uma área que envolve muita matemática, de qualquer maneira). Isto pode fazer com que as pessoas achem que é necessário ter excelentes conhecimentos matemáticos para programar, mas isso não é necessariamente verdade. Matemática e programação se cruzam, de fato, mas não são a mesma coisa. Ser bom em uma delas não é requisito para conseguir fazer a outra. Abaixo, confira seis razões pelas quais você não precisa ser bom em matemática para programar:

Programar pode te ajudar a entender matemática, na verdade

Decorar uma apostila de matemática não vai ajudá-lo a trabalhar e não é ponto de partida para absolutamente nada. Se você está interessado em aprender a programar, vá em frente: existem diversos tutoriais e ferramentas que podem ajudá-lo a entrar nisso. Existem jogos que podem ajudá-lo, além de vídeos do YouTube, dezenas de cursos online e muito mais. Durante estes estudos, você começará a entender mais de matemática, ainda que de forma indireta.

Matemática e lógica não são a mesma coisa

Reconhecer padrões, entender problemas e separá-los em partes menores são coisas que você faz enquanto matemático e enquanto programador. Estes, no entanto, não são os únicos campos onde estas habilidades serão necessárias. Se você é uma pessoa que tem o costume de estudar padrões linguísticos e é fã de novos idiomas, certamente conseguirá reconhecer estruturá-las e aplicá-las corretamente. Padrões constituem linguagens. Sim, você pode desenvolver esta habilidade ao estudar matemática, mas existem outras maneiras de aprendê-la.

Matemática não é apenas pensamento abstrato

Matemática e programação exigem certa capacidade de abstração. Mas de novo, isto significa que matemática e programação são as únicas maneiras de aprender a fazer isso? Você tem pensado de forma abstrata há anos. Utilizar seus dedos para fazer contas é abstração, assim como utilizar analogias. Estudar filosofia é um jeito excepcional de trabalhar a abstração, também. Os pensamentos abstratos, assim como a argumentação lógica, são habilidades que estão na interseção entre matemática e lógica.

Sim, existem contas complexas sendo feitas - mas pelos computadores

Quando você está programando um computador ou aplicativo, a matemática está acontecendo - todos aqueles zeros e uns estão lá por algum motivo. É para facilitar este processo que existem os computadores, então não esquente a cabeça. A maior parte das contas complexas são feitas por dispositivos automáticos hoje em dia, então você possivelmente não terá que se preocupar em resolver grandes equações. Claro que é sempre bom (e pode até ser divertido!) saber como os cálculos acontecem, mas você não precisa ser um engenheiro ou um professor para ser programador.

Você possivelmente está pensando algo como: “mas se eu não sei como funciona o que há de mais básico no meu trabalho, como eu posso ser um profissional?”. Da mesma forma que ninguém sabe como fazer uma caneta em um mundo muito complexo e especializado, nenhum programador precisa saber todos os princípios matemáticos para se destacar no mercado.

Na pior das hipóteses, existe o GitHub para ajudá-lo

Nos dias de hoje, você não precisa fazer tudo sozinho. Ninguém espera que você reinvente a roda. Além disso, não temos muito tempo para começar “do começo” o tempo inteiro. Se você precisa de matemática para programar algumas coisas, existem bibliotecas virtuais que podem ajudá-lo - como o GitHub. A maioria dos problemas referentes a programação já foram discutidos, resolvidos e estão disponíveis online. Basta procurar: você ficará surpreso com o que pode encontrar.

A ideia de que você precisa de matemática para programar é ultrapassada

Os primeiros programadores realmente precisavam saber tudo sobre matemática - afinal, eles estavam descobrindo as potencialidades daquela nova profissão e começando a entender melhor como funcionava a tecnologia. Com o passar dos anos e com o desenvolvimento de novas linguagens e ferramentas, todo o processo de programação se tornou muito mais acessível. É para isso que as pessoas estão trabalhando, no fim: o objetivo é permitir que o trabalho seja feito de forma mais prática e rápida.

Assim como a maior parte das pessoas não sabe como a eletricidade funciona e como chega até as suas casas, mas sabe ligar as luzes, você não precisa conhecer toda a matemática por detrás da programação para tornar-se um bom profissional. Agradeça aos que vieram antes de você.

Você acha que precisa ser muito bom em matemática para ir longe na sua profissão? Conte-nos mais sobre o seu ponto de vista!

Crie seu perfil de freelancer e encontre novos projetos agora mesmo.

 Cadastre-se grátis!

More articles

  • Como escolher um nome para o seu negócio freelancer?

    A pergunta mais feita por quem está começando um negócio é a seguinte: “Como devo nomeá-lo?”. E, de fato, este é um questionamento muito válido. O nome da sua empresa será a forma pela qual você será lembrado, então ele não pode ser escolhido aleatoriamente.
  • O que separa um programador júnior de um programador sênior?

    Se você já se inscreveu para uma vaga de programador, criou um perfil no Linkedin ou falou com recrutadores, você já deve ter feito a seguinte pergunta: “Como eu sei se sou um programador júnior ou sênior?”.
  • Impressão 3D: 5 coisas que você tem que saber

    A impressão 3D tornou-se um fenômeno nos últimos anos, não apenas porque a tecnologia tornou-se ainda melhor nos últimos cinco anos, mas porque popularizou-se também financeiramente. Imprimir coisas de plástico e em outros materiais pode parecer algo que não é tão relevante assim para quem é freelancer, mas acredite: a impressão 3D pode abrir as portas de um novo negócio.

Comments

  • No comments available

Comment this article