Porque é que todos os freelancers devem procurar ter um mentor

30.01.2019

“Se conhecesse X quando comecei…” – quantas vezes ouviu colegas freelancers a dizerem isto? Há muitos erros que pode cometer quando está a iniciar a sua carreira, e alguns deles não são tão óbvios.

Seja na escolha do seu nicho de mercado ou na alimentação da sua rede de contactos logo a partir do início, tentar descobrir tudo sozinho é praticamente impossível.

Felizmente, nem todos os freelancers têm que inventar a roda sozinhos.


O que é um mentor?

Para explicar o significado de mentor temos que nos basear na mitologia grega, já que o termo que usamos hoje deriva do Méntor. Méntor era filho de Ultimate e amigo de Odisseu. No poema Odyssey, ele foi o conselheiro encarregado e responsável pela educação de Telemachus.

Daí a definição de mentor. Um mentor é uma pessoa que aconselha, guia ou apoia outra pessoa referida como protégé, aprendiz ou discípulo. O mentor tem sempre mais experiência ou conhecimento no campo em que ajuda a outra pessoa.

Objetivos do Mentor:

  • Guiando e dirigindo
  • Aconselhamento e aconselhamento
  • Fornecimento de recursos
  • Dar recomendações
  • Capacitar talentos
  • Suporte em rede de contatos

Os humanos são assumidamente seres sociais. Procurar alguém que o guie é algo perfeitamente natural e pode ser uma grande ajuda no lançamento da sua carreira. Por isso, se tem pensado para si próprio “preciso de um mentor” – força nisso!

Por outro lado, muitos freelancers podem ter alguma relutância em procurar ativamente por um orientador, mas na verdade não deviam ter. Há pessoas que estão dispostas a ajudar – só tem mesmo é que as encontrar!

Neste artigo vamos explicar porque é que a orientação pode ser algo de positivo para os freelancers e o que deve fazer para encontrar o orientador ideal.


Freelancer, porque é que deve ter um orientador ou mentor?

1. Para aprender com os erros dos outros em vez de aprender com os seus próprios

Como já mencionamos, nem toda a gente precisa de inventar a roda sozinho. A verdade é que existem muitos erros que pode fazer quando se inicia como freelancer. No entanto, já cada um deles foi feito no passado.

Aprender com os seus próprios erros pode ser uma das formas de ganhar experiência. Mas também não precisa de se queimar constantemente.

Às vezes, tudo o que precisa é de alguém em quem confia e que lhe diga que isso não é boa ideia.

 

2. Para ter uma segunda opinião

Como freelancer, a inovação fará, com certeza, parte da sua natureza. Especialmente no início da sua carreira, surgirão situações novas que exigirão que tome uma decisão.

E, embora a confiança nos seus instintos ou a avaliação das vantagens ou desvantagens o posam levar à solução ideal, ter uma segunda opinião pode também ser muito útil. E se essa opinião vier de alguém que já passou por essa situação em concreto, melhor ainda!

 

3. Para ganhar confiança

Em terceiro lugar, há que considerar que a orientação é também uma excelente forma de ganhar confiança. Os mentores não se limitam a dar conselhos e orientação. São pessoas que também partilharão do seu sucesso e saberão todo o trabalho que teve para o conseguir. E também servirão para lhe dar uma palmada nas costas quando a merecer.

 

4. Para ajudar a cumprir objetivos

Já evidenciamos a importância de ter um parceiro que o ajude a atingir os seus objetivos. O seu orientador também pode servir de paceiro, já que terá, de certa forma, que lhe reportar a ele também.

Se estiver a pensar em redesenhar o seu site ou atualizar o seu portfolio, terá mesmo que começar a trabalhar nisso.

 

5. Para beneficiar da rede de contactos do seu orientador

E por fim, há que considerar que, por definição, um orientador é uma pessoa que terá mais experiência no negócio. E isso significa também que conhecem mais pessoas no meio – têm contactos.

Se estiver disposto a utilizar esses contactos para seu benefício, poderá ter mesmo muito a ganhar com a orientação.


Que tipos de orientação existem?


1. Freelancers iniciantes

Se está a pensar em tornar-se freelancer, mas ainda não deu todos os passos necessários para se lançar realmente, contratar um mentor que o ajude nesta fase inicial pode ser uma excelente maneira de acelerar as coisas.

Um mentor poderá ajudá-lo na conceção do seu perfil, a fazê-lo destacar-se dos demais e a ter um ar profissional, focando-se nas suas características mais fortes.

O mentor perfeito para esta fase seria alguém com uma vasta experiência de muitos anos como freelancer online e com provas dados num determinado nicho de mercado.

O ideal seria alguém proveniente do mesmo nicho de mercado onde se pretende também focar, mas os concelhos dele ou dela serão igualmente valiosos caso acabe por se decidir por um tipo de serviço diferente.

 

2. Desenvolver as suas competências

Nesta fase da sua carreira de freelancer, precisa de alguém que o ajuda a tirar vantagem das suas competências e habilidades, para obter o máximo efeito – alguém que o consiga ensinar a obter o melhor resultado possível no mais curto período de tempo, considerando as competências de que já dispõe.

Pode procurar alguém que lhe consiga indicar o melhor caminho a seguir para obter novas competências e habilidades na sua área de atuação, por exemplo, em design, escrita ou programação.

 

3. Crescer enquanto freelancer

Já trabalha há algum tempo como freelancer e já ultrapassou todas as dificuldades do início de carreira. Já conseguiu ganhar algum dinheiro com o seu negócio de freelancer online e já tem uma carteira de clientes que lhe permite obter trabalho de forma constante.

Agora, já está pronto para subir de nível e dar resposta à crescente demanda pelos seus serviços. Está a pensar em contratar um assistente para o ajudar a lidar com tudo isto, mas isto também lhe trás alguns dilemas. Deve contratar um ou dois assistentes? Como deve organizar tudo? Será que está na altura de começar um negócio?

O mentor certo nesta fase poderá dar-lhe ideias sobre um bom modelo de negócio e outros assuntos igualmente importantes, como a criação de conteúdos, a otimização necessária para a sua organização, o marketing e o marketing online, as redes sociais, o CRM, etc.

 

4. Dar o salto - de freelancer a empresário

Nesta fase necessitará de contratar mais do que dois assistentes. Necessitará de alguns colaboradores a tempo inteiro. Está a formar uma empresa. E por isso necessita de um mentor que o ajude na montagem da empresa, na redução dos custos iniciais, na contratação de novos colaboradores, na procura por investidores, na criação da sua marca, na definição de uma visão e missão que se convertam na alma do seu negócio, etc.

 

Como encontrar um mentor?


1. Pense nas suas forças e fraquezas

O primeiro passo a dar para encontrar o mentor certo passa pela determinação daquilo que procura exatamente.

Em que é que é realmente bom?

Se for realmente bom em alguma coisa, a ajuda de um mentor pode revelar-se menos eficaz para o tornar ainda melhor nessa área.

Deve concentrar-se mais nas suas fraquezas.

Encontre alguém que seja muito bom em algo que você acredita que deveria melhorar. É no desenvolvimento de plugins? No SEO? Não importa, esta será sempre a maneira mais fácil de se tornar melhor.

 

2. Contactos pessoais

O primeiro local onde deve procurar por um mentor é entre os seus contactos pessoais.

Há muitas pessoas que se podem tornar em excelentes mentores – colegas, superiores hierárquicos, antigos ou atuais professores – certamente que conhece pessoas que o poderiam ajudar em algo essencial para a progressão da sua carreira enquanto freelancer.

A principal vantagem de encontrar um mentor entre os seus contactos pessoais é mesmo o facto de já conhecer essa pessoa. Basta simplesmente pedir-lhe conselhos.

 

3. Encontros para Freelancers

Sejam virtuais ou ao vivo, os grupos de contacto são a melhor forma de conhecer pessoas que se interessam tanto pela sua área de negócio como você. Neles poderá conhecer outros profissionais que estão dispostos a partilhar as suas experiências consigo.

Não se esqueça que deverá prezar a relação e manter o contacto, mas respeite o seu mentor. Não se torne incomodativo procure antes criar uma ligação profissional amigável que lhe seja útil, mas que também seja interessante e envolvente para a outra parte.

 

4. Programas de mentores

Finalmente, existem ainda os programas de mentores, disponíveis na maior parte dos países. A maior parte deles tem como principal objetivo a criação de relações entre freelancers e mentores online ou localmente. Se não obteve sucesso através de nenhuma das sugestões que deixamos acima, ou se simplesmente tem urgência em encontrar um mentor, procurar num programa de mentores pode ser a melhor forma de o conseguir de forma rápida.

Certifique-se de que conhece as regras da plataforma ou site que pretende utilizar antes de enveredar por algo que não seja exatamente aquilo que procurava.

 

Qual a diferença entre coaching e mentoring?

Muitas vezes estes conceitos são utilizados à luz do mesmo significado nos negócios. No entanto, um orientador ou mentor é diferente de um coach.

O orientador e o orientado possuem uma relação informal. O papel do orientador é transmitir a sua experiência e sabedoria ao mesmo tempo que apoia e motiva os seus orientados.

Os orientadores ajudam os seus orientados a focarem-se no que realmente importa – em vez de os instigar a descobrir por meio de tentativa-erro. Isto é especialmente importante nos dias de hoje, num mundo cada vez mais dirigido por dados concretos.

Contrariamente ao que acontece na relação entre orientador e orientado, um coach treina os seus alunos para que estes obtenham uma série de competências durante um número pré-determinado de aulas e num específico período de tempo.

Aqui está uma boa metáfora para ajudar a perceber a diferença entre os dois perfis: um coach irá ajudá-lo a passar num teste, enquanto que um mentor irá ajudá-lo a perceber qual o teste que deve fazer.

 

Diferenças entre coaching e mentoring
 
Mentoring Coaching
Relacionamento amigável, normalmente um a um Relacionamento formal, geralmente em grupo.
Relacionamento de longo prazo que dura anos Curto prazo, geralmente num horário pré-determinado.
As reuniões acontecem quando um problema precisa de uma solução. As reuniões acontecem em horário pré-definido
O valor fornecido: Abordagem holística para o desenvolvimento do aprendiz, através da sabedoria transmitida pelo mentor. O valor fornecido vem na forma de conhecimento específico e aquisição de habilidades
Crie seu perfil de freelancer e encontre novos projetos agora mesmo.

 Cadastre-se grátis!

More articles

  • Teardowns: Desmontagem para mostrar do que e capaz

    Para a maior parte dos freelancers, ter um portfolio forte, que mostra efetivamente do que são capazes, é muito mais importante do que limitar-se a dizer aos seus potenciais clientes o que lhes pode oferecer. Mas, existem outras possibilidades?
  • Organizar uma sessão de Pergunte-me Qualquer Coisa como Freelancer

    Os freelancers estão sempre à procura de novos estratagemas para ultrapassar a concorrência. Para atrair potenciais clientes e dinamizar os que já tem, há que adaptar-se às novas tendências. E uma dessas tendências é a criação de sessões de Ask Me Anything (Pergunte-me Qualquer Coisa).
  • Como se tornar num especialista em Sistemas de Informação Geográfica (GIS)

    O que são os GIS e para que servem? Maria Osorio, especialista em Sistemas de Informação Geográfica (GIS) e em ArcGIS, versão 10.0, explica tudo, incluindo a utilização desta tecnologia e como se pode tornar também num especialista GIS!

Comments

  • No comments available

Comment this article