O que faz um engenheiro elétrico?

O

O engenheiro elétrico, eletricista ou eletrotécnico é responsável pelo desenvolvimento e planificação de projetos e produtos na área da engenharia elétrica. Vamos saber com mais detalhes quais são as necessidades e funções desta profissão.

A função de um engenheiro elétrico

O papel de um engenheiro elétrico
O papel de um engenheiro elétrico

A engenharia elétrica é o campo da engenharia que engloba a aplicação e estudo, não só da eletrónica, mas também da eletricidade e do eletromagnetismo. O objetivo é desenvolver e implementar sistemas que permitam utilizar a energia elétrica.

Os engenheiros elétricos projetam, desenvolvem e testam dispositivos e equipamentos elétricos, incluindo sistemas de comunicação, geradores de energia, motores e sistemas de navegação e sistemas elétricos para automóveis e aeronaves. Eles também supervisionam a fabricação desses dispositivos, sistemas e equipamentos.

Hoje em dia são várias as indústrias que requerem o trabalho de um engenheiro elétrico, principalmente se possuírem muitas máquinas e componentes elétricos.

Por isso, esta é um função em pleno desenvolvimento e com uma procura cada vez mais elevada. Industrias como a telefónica, automação, tecnologias de informação ou aeronáutica são apenas alguns exemplos de tipos de empresas onde o engenheiro eletricista é indispensável.

Você precisa de um engenheiro elétrico?

Responsabilidades de um engenheiro elétrico

Funções do engenheiro elétrico
Funções do engenheiro elétrico

Para desempenhar com eficácia seus trabalhos, os engenheiros eletricistas são responsáveis pelo projeto, manutenção, implementação e/ou melhoria de instrumentos elétricos, instalações, componentes, produtos de equipamentos ou sistemas para fins industriais, comerciais ou domésticos.

Eles fazem uso de uma ampla gama de software e equipamentos de projeto ou engenharia assistidos por computador para isso. Além do lado técnico de sua função, os engenheiros elétricos também conferem com clientes, engenheiros e outros para discutir produtos ou projetos de engenharia existentes ou potenciais. Isto significa que ter boa capacidade de comunicação será também uma mais valia.

Além disso, os engenheiros elétricos são responsáveis por garantir a instalação e as operações dos aspetos elétricos em conformidade com os padrões e requisitos do cliente, preparando especificações de sistemas elétricos, desenhos técnicos ou mapas topográficos.

Quais as funções de um engenheiro elétrico?

  • Estabelecer padrões ou especificações de construção, fabricação ou instalação por meio da execução de uma ampla gama de cálculos detalhados.
  • Elaborar relatórios e compilar dados sobre projetos e estudos de engenharia elétrica existentes e potenciais.
  • Planejamento e realização de projetos
  • Medição e avaliação de processos eletrónicos
  • Desenvolvimento de protótipos e novas tecnologias
  • Execução de testes e experimentos
  • Elaboração de especificações para compras de equipamentos e materiais elétricos.
  • Supervisão ou treinamento de membros da equipe do projeto.
  • Estimativa de custos de material, mão de obra ou construção para preparação do orçamento.
  • Manutenção de equipamentos elétricos.
  • Trabalhar com vários técnicos de diversas áreas

Qualificações e conhecimentos necessários

Skills de um engenheiro elétrico
Skills de um engenheiro elétrico

Dentro das habilidades técnicas necessárias para se tornar um engenheiro elétrico está um grande conhecimento matemático, uma vez que é necessário dominar operações eletrotécnicas complexas. Ter conhecimento de física pode ser também uma vantagem.

Ter um conhecimento dos assuntos que podem ser usados ​​e experiência em mecânica ou automação irá garantir que a coisa certa está sendo usada em cada processo.

Além disso, o engenheiro elétrico deve ter um conhecimento sólido de tecnologia de transmissão, automação ou controle e medição.

Quais as características de um bom engenheiro eletricista?

  • Experiência em design de circuitos elétricos
  • Automatização industrial
  • Conhecimento de materiais
  • Conhecimento de softwares como Orcad, P Spice, EPLAN e Eagle
  • Capacidade de usar máquinas e fazer medições elétricas
  • Testagem, leitura, construção e projeção de máquinas elétricas
  • Projeto e fabricação de circuitos eletrónicos de potência
  • Uso de ferramentas de projeto e cálculo para instalações elétricas MT e BT
  • Uso de ferramentas básicas de engenharia e escritório: Autocad, Office, Microsoft Project, Presto, etc.
  • Conhecimento de microcontroladores, como o 8051, ARM, AVR, PIC

Além disso, são ainda requeridas algumas soft skills:

  • Pensamento crítico e inovador
  • Boa capacidade de trabalho em equipe
  • Capacidade de trabalhar bem sob pressão
  • Motivação para trabalhar horas extras quando necessário
  • Comunicação interpessoal
  • Aprendizagem ativa e contínua
  • Excelentes habilidades organizacionais

Formação para um engenheiro elétrico ou eletricista

Para ser um bom engenheiro elétrico é necessário possuir excelentes conhecimentos técnicos e esses conhecimentos são normalmente adquiridos através de uma licenciatura em engenharia elétrica – esse é o primeiro passo para assegurar uma boa preparação para exercer uma profissão que pode ser crítica para muitas empresas.

No entanto, também existem outras maneiras de obter conhecimento técnico. Por exemplo, muitos empregadores oferecem a possibilidade de fazer projetos de fim de curso e bolsas de estudo do setor, que podem fornecer contatos valiosos e uma visão útil sobre a profissão.

Uma pós-graduação pode também ser algo vantajoso e necessária para alguns cargos, principalmente se você deseja ganhar um salário mais alto.

Além disso, os engenheiros elétricos podem se especializar em uma ampla variedade de áreas ao longo de suas carreiras. Computação ou física, automação, inteligência artificial ou o setor das energias renováveis.

Mas para trabalhar em eletricidade, não é necessário fazer uma licenciatura.

Em muitos países existem cursos rápidos (profissionalizantes), que podem até dar equivalência ao ensino secundário (como acontece em Portugal) e que permitem aceder à profissão de eletricista.

São cursos específicos para acesso a profissão onde é possível aprender a executar tarefas mais simples, e que, normalmente também duram menos tempo do que uma licenciatura.

No entanto, claro, existem diferenças entre um engenheiro eletricista e um eletricista que fez somente um curso. Um engenheiro eletricista consegue assegurar uma atuação mais ampla e mais complexa do que um eletricista.

Além disso, o engenheiro eletricista é normalmente o responsável pela projeção dos circuitos e materiais necessários, enquanto que o eletricista fica responsável somente pela execução do projeto e pela manutenção corretiva.


Junte-se à nossa comunidade de freelancers hoje mesmo! Crie seu perfil de expert em apenas 2 minutos. Encontre Projetos sem comissão!


Salário

O salário médio de um engenheiro eletricista nos Estados Unidos é de cerca de 72.500 dólares/ano. No Brasil, um engenheiro eletricista pode ganhar até 94.850 reais/ano e em Portugal a média de salário destes profissionais é de 31.900 euros/ano.

E quanto cobra um engenheiro elétrico freelancer?

Tarifa freelancer para um Engenheiro Elétrico (Índice freelancermap, setembro 2020)
Tarifa freelancer para um Engenheiro Elétrico (Índice freelancermap, setembro 2020)

De acordo com o índice freelancermap, em setembro de 2020 a tarifa média por hora de um engenheiro elétrico é de 64 dólares.

Carina Mendes

Carina é formada em Comunicação mas é completamente apaixonada pela Tradução. Ela trabalha como Freelancer e colabora com a freelancermap para os artigos em português.

Por Carina Mendes

Artigos recentes