O que faz um arquiteto de software?

O

Um arquiteto de software ou sistemas é um especialista em software que estabelece padrões técnicos. Isso inclui padrões de codificação de software, ferramentas e plataformas a serem utilizadas. Mas quais são as suas funções e trabalho? Você também quer saber o que faz um arquiteto de software? Então vamos explicar tudinho!

Os arquitetos de software desenham e desenvolvem sistemas e aplicativos de software. Eles podem criar software personalizado para clientes ou produtos orientados para os consumidores, como jogos ou aplicativos.

Eles são responsáveis ​​pela tomada de decisões de alto nível no processo de desenvolvimento. Decidem sobre o design, medidas técnicas, plataformas ou padrões de programação que serão usados ​​no projeto.

Além disso, normalmente eles tendem também a supervisionar e trabalhar em estreita colaboração com outros membros de uma equipe de desenvolvimento, como os programadores.

Normalmente eles atuam como intermediários entre a equipe de desenvolvimento/IT e os gestores do projeto. Por isso, acabam por ser os líderes dos projetos de desenvolvimento de software.

Arquiteto de software profil profissional: funções, formação, conhecimentos, salário
Resumo do perfil da arquiteto de software

Um arquiteto de software também se pode designar por:

  • Arquiteto de Sistemas
  • Arquiteto de Soluções
  • Arquiteto SOA (Arquiteto de soluções orientadas a serviços)
  • Arquiteto de IT

A terminologia acaba por se misturar no meio de todos estes títulos profissionais que estão associados a quem trabalha em arquitetura de software.

Os arquitetos de IT são requisitados em quase todos os negócios, principalmente: por empresas de software, da indústria automóvel, telecomunicações ou da administração pública.

Por vezes os arquitetos de sistemas atuam como consultores externos em algumas empresas, o que se pode tornar num negócio bastante interessante para trabalhar como freelancer.

Você é arquiteto de software freelance ou está pensando se lançar?

Quais são as funções do arquiteto de software?

Funções do arquiteto de software
Arquiteto de software – Resumo das funções

A principal função de um arquiteto de sistemas é prestar apoio técnico num projeto, desde seu início, passando pelo lançamento do produto e até à implantação de melhorias e verificação de qualidade.

É responsável por tomar decisões acerca da maneira mais adequada de usar a tecnologia e o software usados ​​para concluir um projeto e para completar certos requisitos.

Mas então, que faz mesmo um arquiteto de software?

  • Identifica as partes interessadas num projeto e suas necessidades
  • Identifica os requisitos operacionais e os requisitos não-funcionais (rendimento, disponibilidade, escalabilidade, etc.)
  • Desenha todo o sistema com base nos requisitos do projeto
  • Escolhe e arquitetura de cada componente do sistema
  • Escolhe as tecnologias para a aplicação de cada componente e das conexões entre eles
  • Revisa os código e se assegura da qualidade do projeto
  • Faz o seguimento da arquitetura após a implementação do sistema
  • Melhora a arquitetura de forma contínua
  • Redige e colabora na produção da documentação do projeto
  • Cria padrões de desenvolvimento uniformes na empresa
  • Facilita o trabalho e ajuda mesmo a formar a equipe de software

Conhecimentos do arquiteto de software

Conhecimientos do arquiteto de TI
Competências necessárias como arquiteto TI

Um arquiteto de sistemas necessita possuir conhecimentos avançados de IT, como modelagem de dados, frameworks para o desenvolvimento de arquiteturas de software, algoritmos, linguagens de programação e ainda de UML (Unified Modeling Language).

Por outro lado, ele também precisa possuir grandes habilidades sociais. Ao atuar como intermediário entre a administração e a equipe técnica, ele precisa ser capaz de comunicar o projeto, as decisões e as especificações por escrito e/ou oralmente.

Outra qualidade social muito importante é a liderança. Liderar o departamento de IT como arquiteto de software nem sempre é fácil. Ser um bom líder e ganhar a confiança da equipe é muito importante para terminar o projeto com sucesso.

Quais os conhecimentos técnicos necessários para ser um arquiteto de sistemas?

  • Capacidade de trabalhar com frameworks para o desenvolvimento de arquiteturas de software como TOGAF, DODAF, Zachman
  • Conhecimentos de UML (Unified Modeling Language)
  • Conhecimentos de linguagens de programação como Java, C#, .NET, J2EE ou Python
  • Conhecimentos de bases de dados MySQL, PL/SQL, Oracle
  • Conhecimentos de arquiteturas LAMP e servidores de aplicações Tomcat e servidores web (IIS)
  • Controlo de versões: GIT
  • APSIS (SOAP, XM-RPC, JSON-RPC ou REST)
  • Conhecimentos de metodologias ágeis de desenvolvimento (Scrum, Kanban)
  • Ferramentas de ticketing (Jira, Mantis)
  • Experiência em arquitetura orientada a serviços (SOA)
  • Experiência em desenho e implantação de arquiteturas de software em diferentes ambientes, como por exemplo JEE

Além disso, os profissionais desta profissão devem possuir certas competências sociais:

  • Grande capacidade analítica
  • Boas capacidades de gestão, organização e liderança
  • Capacidade de trabalhar sob pressão
  • Sentido de responsabilidade
  • Boa comunicação interpessoal
  • Motivação para estar sempre atualizado no que diz respeito às novas tecnologias

Você precisa de um arquiteto de sistemas para sua empresa ou projeto?

Que formação preciso para ser um arquiteto de software?

O primeiro passo para se tornar em um arquiteto de software é ter concluído um curso de engenharia técnica em ciência da computação, sistemas de telecomunicações ou similares.

Quem concluir um ciclo de formação superior em informática pode também fazer o seu caminho nesta carreira.

Normalmente, as ofertas de emprego que requisitam para a posição do arquiteto de software exigem um mínimo de cerca de 5 anos de experiência em gerenciamento de projetos para desenvolvimento, análise, design e desenvolvimento de aplicativos web e arquitetura de IT.

As empresas procuram profissionais seniores para se responsabilizarem pela arquitetura de IT da empresa.

Alguns dos certificados que permitem obter uma especialização em arquitetura de sistemas são:

  • Certificações da Microsoft – MCM, MCA
  • Certificações SEI – Software Architecture Professional Certificate
  • iSAQB – Certified Professional for Software Architecture program (CPSA)
  • IASA CITA – Certified IT Architect Program

Salário e preços como freelancer

O salário de um arquiteto de software júnior nos Estados Unidos é de aproximadamente 80.000 dólares brutos por ano, mas pode chegar até aos 153.000 dólares por ano. O salário médio anda pelos 117.000 dólares/ano.

No Brasil um aquiteto de software pode chegar a um salário anual de 119.000 reais no início de carreira, podendo mesmo chegar até aos 208.000 reais médio/ano se já tiver mais de 12 anos de experiência.

Já em Portugal, estes profissionais podem ganhar salários anuais que vão dos 35.000€ aos 56.000€.

Claro que o salário depende de vários fatores, como o setor e, mais especificamente, a empresa, ou a experiência.

Quanto ganha um arquiteto de software?

Estados UnidosBrasilPortugal
Salário junior$80.000R$ 119.000€ 35.000
Salário medio$117.000R$ 150.000€ 45.000
Salário sénior$153.000R$ 208.000€ 56.000

Quanto ganha um arquiteto de software freelancer?

Tarifa hora freelance arquiteto de software
Tarifa média entre os freelancers na arquitectura da informação (freelancermap index, Agosto de 2020)

Se verificarmos os dados do freelancermap, podemos verificar que, em média, os arquitetos de sistemas freelancer estão cobrando cerca de 100 $/hora.

Natalia Campana

Escreva um comentário

Artigos recentes