O que faz um engenheiro de computação?

O

O engenheiro de computação é responsável por projetar, desenvolver e supervisionar o funcionamento de softwares e hardwares. Continue lendo para saber mais sobre o papel deste profissional, incluindo o que faz e quanto ganha.

Introdução

Perfil profissional de um engenheiro de computação.
Perfil profissional de um engenheiro de computação.

Misturando conhecimentos provenientes da Engenharia da Elétrica e da Ciência da Computação, a Engenharia da Computação talvez seja uma das áreas de atuação mais férteis e promissoras da atualidade. Afinal, as inovações na área da tecnologia se tornam cada vez mais necessárias à medida que o mundo se torna mais conectado e dependente dos sistemas e dispositivos eletrônicos.

Neste cenário, o engenheiro de computação atua com foco na criação de desenvolvimento, teste e aplicação de hardwares e softwares, criando computadores, dispositivos móveis, aplicativos e até mesmo projetos de Inteligência Artificial.

As responsabilidades de um engenheiro de computação

Responsabilidades de um engenheiro de computação.
Responsabilidades de um engenheiro de computação.

Mas afinal, onde este profissional pode trabalhar? Quais são suas funções e responsabilidades? Por se tratar de um campo de atuação bastante vasto, os engenheiros de computação podem encontrar oportunidades de trabalho nos mais variados setores, incluindo as indústrias automobilística, informática, farmacêutica, de telecomunicações, entre outras.

Como já mencionamos, eles desenvolvem, constroem e testam todo tipo de hardware e software, atuando desde o desenvolvimento de estruturas e componentes tecnológicos, até a programação e gerenciamento de sistemas e redes. Além disso, também fica a cargo deste profissional a responsabilidade de liderar equipes e supervisionar processos de desenvolvimento.

Dessa forma, algumas das principais responsabilidades de um engenheiro de computação são:

  • Desenvolvimento e teste de componentes tecnológicos (hardwares), como processadores, periféricos, dispositivos de memória e roteadores.
  • Programação e teste de softwares para dispositivos móveis e computadores.
  • Design, configuração e teste de projetos de rede.
  • Desenvolvimento e teste de sistemas robóticos.
  • Desenvolvimento de softwares e hardwares baseados em Inteligência Artificial.
  • Criação e implementação de sistemas de suporte para uma variedade de produtos, serviços e indústrias.

Precisando de um engenheiro de computação, sem comissões?
>> Perfis de engenheiros de computação

Habilidades e competências

Habilidades de um engenheiro de computação.

Mas quais são as habilidades necessárias para um bom engenheiro de computação? Primeiramente, profissionais da área devem demonstrar grande interesse nas inovações científicas e tecnológicas da área em que atuam. A profissão envolve uma série de soft skills, como capacidade de raciocínio lógico, agilidade na resolução de problemas e facilidade com números.

Engenheiros de computação também costumam ser pessoas curiosas e com tendência ao autodidatismo. A proficiência em línguas estrangeiras, principalmente inglês, também pode fazer toda a diferença no currículo.

Por outro lado, como é comum na área de TI, esses profissionais precisam dominar diversos conhecimentos e habilidades técnicas. Conhecimentos sólidos em linguagens de programação e softwares de engenharia são alguns exemplos de habilidades indispensáveis para um bom engenheiro de computação.

Outras competência técnicas e teóricas incluem:

  • Arquitetura de sistemas operacionais e computadores;
  • Lógica e segurança computacional;
  • Estrutura de dados;
  • Circuitos elétricos e eletrônicos;
  • Computação gráfica;
  • Arquitetura de redes e telecomunicações.

Formação e experiência

O bacharelado em Engenharia da Computação é obrigatório para a atuação nesta área. O curso leva em média cerca de 5 anos para ser concluído e conta com um currículo repleto de matérias exatas.

As disciplinas e carga horária podem variar de instituição para instituição. Mas de modo geral e como é o caso na maioria das engenharias, o aluno deverá passar por um período introdutório, estudando todos os conceitos teóricos básicos, incluindo matemática, física, química e computação.

É só a partir do quinto ou sexto semestre que matérias específicas nas áreas de programação, gestão e design são introduzidas. Nos últimos semestres do curso, o aluno também deverá passar por um período de estágio e apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para finalmente se formar.

Com o diploma em mãos, o futuro engenheiro de computação também precisará entrar em contato com o órgão regulamentador da profissão de seu país ou região para obter seu registro profissional. No Brasil, por exemplo, o órgão responsável é o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia. Já em Portugal, o registro fica por conta da Ordem dos Engenheiros.

Pós-graduações para o aprofundamento em áreas de atuação mais específicas, bem como certificações em softwares como Astah Professional, Bizagi e MySQL Workbench também podem fazer toda a diferença no currículo.

À procura de um novo projeto ou trabalho?
>>Projetos para engenheiros de computação

Quanto ganha um engenheiro de computação?

Como acontece com a maioria das carreiras em TI, o salário de um engenheiro de computação pode variar dependendo de uma série de fatores, incluindo empresa, nível de experiência e localização.

Nos Estados Unidos, por exemplo, profissionais da área têm uma renda média de cerca de $ 102.450 / ano, com uma variação entre $ $64.420 e $158.500 por ano, dependendo do seu nível de experiência.

Profissionais em atuação no mercado brasileiro recebem entre R$ 54.600 e R$ 104.000 por ano, com uma média de cerca de R$ 84.500 / ano. Já em Portugal, a carreira pode render em média € 22.300 / ano, com variação entre € 13.000 e € 45.000 por ano.

Média salarial

Estados Unidos$ 102.450 / ano
Portugal€ 22.300 / ano
BrasilR$ 84.500 / ano

Quando ganha um engenheiro de computação freelancer?

Tarifa horária de um engenheiro de computação freelancer.
Tarifa horária de um engenheiro de computação freelancer
(freelancermap index, março 2020)

Em média, o engenheiro de computação freelancer recebe cerca de $ 95 / hora. Isto significa uma renda de cerca de $ 760/ dia em uma jornada diária de 8 horas de trabalho.

Outros guias profissionais:

Milena Parno

Milena Parno é uma redatora e tradutora no freelancermap.com. Com anos de experiência em conteúdo digital, Milena já trabalhou em parceria com diversas empresas ao redor do mundo, escrevendo remotamente sobre negócios, marketing, tecnologia e muito mais. Hoje, ela é responsável por trazer as dicas, experiências e conteúdos mais relevantes para freelancers que buscam impulsionar suas carreiras.

Escreva um comentário

Artigos recentes

Cookie Consent One Trust