Por que e como fazer uma autoavaliação de seu negócio de freelancer

P

O final do ano costuma ser bastante significativo para boa parte das pessoas. Pode parecer estranho que o fechamento de um ciclo seja tão relevante, mas a verdade é que nosso cérebro se acostumou com começos e encerramentos e, por isso, fica bastante empolgado com a possibilidade de pular de cabeça em algo novo. Esta mentalidade, aliás, é benéfica para todos que estão no mercado freelancer para aproveitar e fazer uma autoavaliação.

Tirar um tempo para pensar sobre onde você está e para onde quer ir não é algo que fazemos sem razão. A chegada de um novo ano nos obriga a questionar aquilo que fizemos nos últimos trezentos e sessenta e cinco dias e se conseguimos, com todo o nosso trabalho e esforço, evoluir em nossa carreira. Para ajudá-lo a pensar sobre como foi este último ano, fizemos uma lista de tópicos relevantes para fazer uma autoavaliação do seu desempenho profissional. Por que isso? Simples:

Motivos para fazer uma autoavaliação

1. Rever coisas, momentos e trabalhos faz com que você saiba se alcançou sua meta

Antes de tudo, fazer uma autoavaliação do seu negócio ao final de um ano é organizar os seus pensamentos e decidir um rumo de ação para o seu próximo ciclo. 

A verdade é que você julga e avalia o seu desempenho o tempo inteiro: ao final de cada dia, você consegue dizer se está satisfeito ou insatisfeito ou se fez um bom trabalho ou não. Estas avaliações, no entanto, são muito passageiras e, portanto, insuficientes. Por quê? Porque nesse processo é possível que você foque nos momentos em que não alcançou o que gostaria. Não se trata de ignorar os erros – afinal, se cresce muito com eles -, mas de valorizar as vezes em que você foi bem sucedido em uma empreitada ou ideia.

2. Valorizar-se, aliás, é a chave para ir adiante

Após avaliar o seu desempenho de forma objetiva e concreta, concentre-se em tudo aquilo que você fez de bom e que lhe rendeu ótimos frutos. Você não tem um chefe para lhe dizer que você foi um excelente empregado, então permita-se fazer alguns elogios ao seu próprio desempenho. Você foi capaz, você se esforçou, você merece. Motivação é um excelente trampolim e não pode ser esquecido em uma autoavaliação.

5 pontos que você precisa para fazer uma autoavaliação de forma consciente

Agora que conseguimos (esperamos!) convencê-lo a avaliar o seu último ano, gostaríamos também de sugerir alguns tópicos para reflexão nesta autoavaliação. Mesmo se você já está habituado a fazer um balanço anual, esta lista pode ajudá-lo.

fatores para avaliar sua performance como freelancer

Estas são as coisas que você definitivamente deve acrescentar na sua autoavaliação:

1. Renda

Este tópico é bastante óbvio. Quanto dinheiro você ganhou? Em comparação ao ano passado, foi mais ou menos? Quais são os seus planos no que tange a parte financeira para o ano que vem?

O lucro é um indicador sólido para avaliar a qualidade do seu negócio. É importante que você ganhe o suficiente para sustentar os seus meios de trabalho e o seu padrão de vida. Mas não é o único nesta autoavaliação.

2. Preços e tarifas

Sim, os preços que você pratica estão diretamente conectados ao seu lucro. Isto não significa, no entanto, que não seja interessante avaliá-los separadamente. Os seus preços estão altos demais ou muito baixos? Todos os freelancers devem fazer estas perguntas e, obviamente, nenhuma análise anual pode ser efetuada com sucesso sem ter as respostas.

💡 Dica: Veja as nossas dicas e descubra como precificar os seus serviços de maneira inteligente.

3. Crescimento

O seu negócio está crescendo? Crescimento pode significar muitas coisas, como ganhar mais dinheiro, conquistar mais clientes, fazer serviços para empresas de países diferentes ou mesmo adquirir novas habilidades. Você deve fazer uma autoavaliação de cada uma destas áreas e decidir no que deve investir. Para alcançar os seus maiores objetivos, não há nada melhor do que acompanhar de perto o crescimento do seu negócio.

4. Diversão

Tópico muito importante: você se divertiu com o seu trabalho este ano? Se você aceitou muitos projetos apenas pelo dinheiro ou se não está conseguindo flexibilizar os seus horários, talvez seja o momento de avaliar as decisões que tem tomado ou a maneira como organiza o seu tempo.

Se você não gosta daquilo que faz, considere buscar formas de redescobrir o seu trabalho. Do contrário, você nunca terá sucesso – e possivelmente desistirá de ser freelancer antes mesmo de entender porque esta opção de trabalho é tão mágica e tem conquistado tanta gente.

5. Feedback externo

Por fim, pergunte aos seus clientes o que eles acharam do trabalho que você entregou neste último ano. Feedback é sempre válido e pode contar na sua autoavaliação. Os clientes tendem a ver coisas que fogem aos nossos olhos, conseguem mensurar a qualidade de nossa produção e podem fazer com que repensemos muitas noções que julgávamos corretas ou imutáveis. Nem todos os clientes lhe dirão aquilo que você deseja ouvir, mas mesmo uma crítica aparentemente negativa pode resultar em algo muito bom. Permita-se aprender!

Você faz avaliações periódicas? Como você costuma fazê-las? Conte-nos mais sobre as suas experiências – e diga-nos também o que você achou deste artigo!

Jota Del Rosso

Jota Del Rosso é redatora, tradutora, cientista social e atriz em formação. Acredita que trabalhar remotamente foi uma das melhores coisas que já decidiu fazer e por isso, é a pessoa perfeita para as traduções em português do freelancermap.com

Escreva um comentário

Artigos recentes